Menu
Fechar

Envie seu trabalho!

Preencha com seus dados e envie o arquivo em pdf.
Nome

E-mail

Escolha a seção

Enviar arquivo (.pdf)

Voltar

DOCUMENTÁRIO RESGATA HISTÓRIA DO BASQUETE FEMININO NO BRASIL
DOCUMENTÁRIO RESGATA HISTÓRIA DO BASQUETE FEMININO NO BRASIL

por Bert (Painel LBF) – 07 de setembro de 2020

Na primeira vez que eu vi basquete na vida, ele era praticado por mulheres.

O nome delas era: Paula, Hortência, Janeth, Ruth, Marta, Nádia, Vânia Hernandes, Adriana Santos, Ana Mota, Joyce, Roseli e Simone Pontello.

Elas jogavam pela seleção brasileira a final dos Jogos Pan-Americanos de Havana (1991).

Suas técnicas também eram mulheres: Maria Helena Cardoso e Maria Helena Campos, a Heleninha.

Alguns meses depois eu soube que elas jogavam em clubes e assisti ao primeiro duelo entre Paula e Hortência na minha vida.

Um ano depois, o basquete chegava a sua primeira Olimpíada (Barcelona, 1992) e Hortência já discutia em público sua aposentadoria.

Fiquei perturbado com essa possibilidade e de lá para cá decidi que eu não perderia mais nada dessa história. E eu realmente não perdi.

Mas ao longo desses anos eu sempre me perguntei sobre a história antes da “minha história”.

CONTINUAR LENDO

A CBB apoia este site

CBB
© Copyright 2020 - Mulheres à Cesta. Todos os direitos reservados. O conteúdo deste site não pode ser reproduzido, distribuído, transmitido,ou usado, exceto com a permissão prévia por escrito.
Fale conosco – [email protected] - Site by Miss Lily.
Utilizamos cookies para melhorar sua experiência on-line. Ao continuar a navegar no site, você concorda com a nossa "Política de privacidade"
Você pode retirar seu consentimento a qualquer momento, alterando a configuração do navegador e removendo os cookies armazenados. Saiba mais.
Concordo