Menu
Fechar

Envie seu trabalho!

Preencha com seus dados e envie o arquivo em pdf.
Nome

E-mail

Escolha a seção

Enviar arquivo (.pdf)

Voltar

As Histórias de Marlene
Quando viu aquele a criança magrinha, com todos os indícios de que não tinha uma alimentação adequada, a professora Marlene Bento deve ter pensado muita coisa. Mas logo se lembrou dela própria quando jovenzinha.

ROBERTO SALIM
COLABORAÇÃO PARA O UOL, EM SÃO PAULO

Então, se aproximou daquela magrela e perguntou se não queria treinar com as outras meninas ali na escolinha de basquete em São Caetano do Sul. A pequena disse que gostaria, mas não tinha tênis, condição primeira para poder entrar na quadra. Sabe-se lá por que, a professora resolveu abrir uma exceção.

Pula a cerca e vem pra quadra”.

Foi uma das medidas mais acertadas que Marlene tomou na vida: em pouco tempo, aquela menina de sandálias já fazia o que as outras levavam meses de treino para executar em uma quadra de basquete. O ânimo foi tanto que a própria Marlene levou um par de tênis para presentear a pequena. Eram número 39. A menina calçava 36 e encheu a ponta com papel amassado.

Aquela menina era Hortência.

Continue lendo

A CBB apoia este site

CBB
© Copyright 2020 - Mulheres à Cesta. Todos os direitos reservados. O conteúdo deste site não pode ser reproduzido, distribuído, transmitido,ou usado, exceto com a permissão prévia por escrito.
Fale conosco – [email protected] - Site by Miss Lily.
Utilizamos cookies para melhorar sua experiência on-line. Ao continuar a navegar no site, você concorda com a nossa "Política de privacidade"
Você pode retirar seu consentimento a qualquer momento, alterando a configuração do navegador e removendo os cookies armazenados. Saiba mais.
Concordo