Menu
Fechar

Envie seu trabalho!

Preencha com seus dados e envie o arquivo em pdf.
Nome

E-mail

Escolha a seção

Enviar arquivo (.pdf)

Voltar

Conheça as Magic Minas


O basquete brasileiro tem conquistas históricas, entre elas, o Campeonato Mundial feminino, em 1994. Porém, quase 30 anos depois, ainda é difícil nos deparamos com uma quadra pública repleta de mulheres praticando este ou outro esporte coletivo.

Para mudar esse cenário, as Magic Minas começaram, em São Paulo, a ocupar quadras públicas para fazer o que mais gostam: jogar bola a cesta.

Origem

O movimento começou com um grupo de amigas que se reunia em 2016 para jogar basquete na quadra de um condomínio na Vila Mariana, bairro da zona Sul da capital paulista. No primeiro semestre de 2017, o time, ainda pequeno, decidiu contratar uma técnica, para melhorar a qualidade do jogo, e buscar novas integrantes por meio de um post no Facebook. A expectativa era atrair pelo menos mais cinco integrantes, porém mais de 80 mulheres entraram em contato, formando uma rede que hoje chega a uma centena de pessoas.

De lá para cá, as Magic Minas vêm se reestruturando para se adequar ao novo tamanho e receber mais participantes. Atualmente, o time de basquete feminino amador conquista o direito de jogar na Praça Rotary e já ocupa outras duas quadras em São Paulo. Para treinar não é preciso ter experiência, a intenção é que o treino seja um momento lúdico, de conexão humana e aprendizado para todas.

Mais do que competir, as Magic Minas prezam pelo encorajamento e acolhimento daquelas que sempre quiseram, mas nunca tiveram a oportunidade de aprender a jogar basquetebol.

Obstáculos a serem superados

A ocupação mostrou que há muitas mulheres querendo jogar basquete, mesmo enfrentando diversas dificuldades que vão desde falta de segurança, ausência de recursos e não reconhecimento do direito de ocupar espaços restritos a homens. Todo esse cenário reflete no menor envolvimento das mulheres com a prática esportiva. Pesquisa realizada recentemente pelo Ministério do Esporte mostrou que o percentual de mulheres sedentárias (50,4%) é maior do que o de homens (41,2%), diferença que começa desde cedo. Enquanto 34,8% das meninas abandonam a prática esportiva até os 15 anos, o percentual de meninos que se afastam dentro da mesma faixa etária é de 19,3%.

A luta das Magic Minas é manter as conquistas alcançadas, com constante incentivo para que mulheres se juntem e permaneçam no grupo, e melhorar ainda mais as condições dos treinos buscando acesso a materiais básicos como coletes, uniformes, bolas, mochilas, além da melhoria das quadras (manutenção de tabela, aro, pintura, iluminação).

Contato

Quem quiser mais informações sobre o grupo ou participar das ações, basta fazer contato pelas redes sociais ( www.fb.com/asmagicminas @magicminas) ou pelo email: [email protected]

A CBB apoia este site

CBB
© Copyright 2020 - Mulheres à Cesta. Todos os direitos reservados. O conteúdo deste site não pode ser reproduzido, distribuído, transmitido, ou usado, exceto com a permissão prévia por escrito.
Fale conosco – [email protected] - Site by Miss Lily.
Utilizamos cookies para melhorar sua experiência on-line. Ao continuar a navegar no site, você concorda com a nossa "Política de privacidade"
Você pode retirar seu consentimento a qualquer momento, alterando a configuração do navegador e removendo os cookies armazenados. Saiba mais.
Concordo